COLÉGIO F.A.C INÍCIA MATRICULAS

ESTAMOS COM AS MATRICULAS ABERTAS PARA OS SEGUINTES CURSOS:

01 - ENSINO MÉDIO SUPLETIVO;
02- TÉCNICO EM ENFERMAGEM;
03 - ENFERMAGEM DO TRABALHO
04 - TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO
05 - TÉCNICO EM FARMÁCIA

* INÍCIO DAS AULAS: 02 DE AGOSTO DE 2014

INFORMAÇÕES PELO FONE: (98)9151-1922

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Indisciplina na sala de aula

A indisciplina, na sala de aula, é um dos problemas mais graves que a educação está atravessando nos países desenvolvidos. Se não há disciplina não pode haver progresso... É, pois, extremamente importante que os professores orientem os alunos à prática do bom comportamento.
Para iniciar, é possível definirmos alguns princípios básicos do comportamento humano.

Todo o comportamento é motivado, isto é, um aluno continuará a comporta-se de uma determinada maneira porque o comportamento é efectivo, de algum modo, para ele. As conseqüências (o que acontece imediatamente após a ocorrência dum comportamento) são o que determina a continuidade ou não desse mesmo comportamento.
Se um aluno continua a demonstrar um comportamento específico, então podemos assumir que o ambiente social está reforçando ou mantendo o comportamento. Por exemplo: cada vez que o José atira com o caderno no chão, o educador dá-lhe sua atenção e implora que o apanhe. O comportamento de atirar o caderno ao chão é reforçado imediatamente pela atenção do educador. Nós praticamos aqueles comportamentos que nos ajudam a satisfazer as nossas necessidades físicas, emocionais e sociais.
Para alterar/modificar o comportamento do aluno, o professor deve, antes de mais nada, identificar aquelas condições que estão a reforçar o comportamento. Quando alterar as condições que estão a reforçar o comportamento, então o aluno mudará o comportamento; por exemplo: o facto de o João gritar na sala está a ser reforçado pelos sorrisos e aprovação dos seus colegas. Pede-se às crianças que ignorem o João quando ele manifestar esse comportamento e elogia-se quando ele levantar o braço para responder às perguntas do professor. Mudando as condições que estão a manter o gritar, nesse caso, a aprovação dos colegas, o professor mudará o comportamento do João.

Você, professor, pode ser efectivo em aumentar o comportamento desejável dos alunos e em reduzir o comportamento indesejável dos mesmos pela aplicação dos princípios do comportamento humano esquematizados neste artigo.

Tópicos para um plano de ação


1. Decida quais os comportamentos que deseja ver modificados e descreva cada comportamento em termos observáveis; por exemplo: bater noutras crianças, sair do lugar, estar distraído, etc. escolha um dos três comportamentos para trabalhar neles no início do programa. Faça uma lista dos comportamentos que você quer que os alunos demonstrem, por exemplo: o professor quer que João termine a sua recusa sistemática em fazer os exercícios e que pratique o novo comportamento de completar os exercícios que lhe são dados.
2. Registre o período de tempo, durante o dia escolar, quando o comportamento indesejável ocorre. Tenha o cuidado de observar que condições ocorrem antes do início do comportamento e imediatamente depois da ocorrência do comportamento. Qual tem sido a sua reação usual? Este procedimento dar-lhe-á uma compreensão das condições ambientais que estão reforçando o comportamento indesejável do aluno.
3. Decida que mudanças se podem fazer nas condições ambientais que estão a manter o comportamento. Por outras palavras, que espécie de intervenção sistemática pode sem implementada de modo a encorajar o comportamento indesejável?


Fonte Revista do Professor

Nenhum comentário: