Contador de visitas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Estados e municípios poderão contratar médicos cubanos direto com a Opas

Há uma demanda por parte de prefeituras que não estavam inscritas no Mais Médicos.
O ministro ressaltou que, ao usar o convênio direto com a Opas, a responsabilidade sobre a contratação e a remuneração dos médicos cubanos será exclusiva das prefeituras e dos governos estaduais.

O ministro ressaltou que, ao usar o convênio direto com a Opas, a responsabilidade sobre a contratação e a remuneração dos médicos cubanos será exclusiva das prefeituras e dos governos estaduais. - Foto: Divulgação
BRASÍLIA - Estados e municípios vão poder contratar médicos cubanos por meio de convênio direto com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e, portanto, sem o intermédio do governo federal. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (27) durante reunião da Comissão Intergestores Tripartite.
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que há uma demanda por parte de prefeituras que não estavam inscritas no programa Mais Médicos ou de gestores estaduais e municipais, que solicitaram à Pasta a contratação de mais profissionais.
“Estamos criando um mecanismo para que esses municípios possam acessar diretamente a Opas e fazer o convênio, trazendo os médicos. E também para que municípios que já têm um determinado número de médicos possam ampliar”, afirmou.
Segundo Barros, a cidade de São Paulo, por exemplo, já conta com 100 médicos cubanos contratados diretamente por meio de convênio com a Opas – além dos profissionais já alocados no município, por meio do Mais Médicos.
O ministro ressaltou que, ao usar o convênio direto com a Opas, a responsabilidade sobre a contratação e a remuneração dos médicos cubanos será exclusiva das prefeituras e dos governos estaduais, cabendo à Pasta apenas a elaboração de um modelo padrão de contrato.
“Os municípios publicam editais de contratação de médicos sucessivamente e não conseguem preencher seus quadros. Estamos dando uma opção para que eles possam fazer isso via Opas. O próprio município paga a Opas, sem interferência do ministério. Nós seremos notificados deste número de médicos contratados”, acrescentou.
Cuba mantém suspensão de acordo
Barros disse ainda que a suspensão do envio de profissionais cubanos ao Brasil para trabalhar no Mais Médicos permanece. No último dia 13, Cuba anunciou que não enviaria os 710 profissionais que deveriam chegar ao país neste mês. Segundo o ministro, a decisão foi mantida pelo governo cubano em razão de decisões judiciais que comprometem o formato do programa.
“Decidimos aqui [na reunião da Comissão Intergestores Tripartite], por unanimidade, que municípios que entrarem apoiando médicos cubanos na sua reivindicação de romper o formato do acordo Opas/Ministério da Saúde serão descredenciados do programa”, destacou.
Dados do Ministério da Saúde revelam que 88 decisões judiciais discutem detalhes do convênio firmado com o governo federal, como o pagamento direto a profissionais cubanos e a permanência dos médicos por um período superior a três anos.
“Queremos que o programa de bolsas com os cubanos, que tem altíssima aprovação dos gestores e também da população, se mantenha no formato em que está”, disse.

Maranhão está negociando com o goleiro Rodrigo Ramos

Montando time para a Série D, diretoria mantém conversa o experiente goleiro
Rodrigo Ramos teria sido pedido de Ruy Scarpino

Rodrigo Ramos teria sido pedido de Ruy Scarpino (Foto: Divulgação)
SÃO LUÍS - Após confirmar a contratação do treinador Ruy Scarpino, a diretoria do Maranhão está prestar a anunciar o goleiro Rodrigo Ramos, 37 anos, como reforço para a Série D do Campeonato Brasileiro. O técnico será apresentado oficialmente em uma entrevista coletiva neste sábado, às 16h, no Parque Valério Monteiro.
Ruy Scarpino disse estar confiante na conquista do acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro como fez com o Moto em 2016. “A gente já vinha conversando há alguns dias. Como a gente sabe como eles trabalham de forma correta e por ser uma equipe grande do futebol maranhense, retorno para São Luís para fazer um trabalho sério. E quem sabe, se esse trabalho for bem realizado, levaremos o Maranhão para a Série C do Campeonato Brasileiro”, disse.
O novo treinador terá como integrantes da sua comissão técnica: Hiltinho (auxiliar técnico), Ticiano Filintus (preparador físico) e Claudio Pinto (preparador de goleiros).
Além de Ruy Scarpino outra novidade é o goleiro Rodrigo Ramos, que apesar de ter contrato com o Imperatriz terá que deixar o clube, que depois do estadual ficou sem atividade. O acerto entre o jogador e a direção do clube já teria ocorrido e apenas ajustes estão sendo feitos para a divulgação da contratação.
A contratação de Rodrigo Ramos teria ocorrido a pedido de Ruy Scarpino, que trabalhou com o goleiro no Estadual 2016, quando ambos foram campeões maranhense com o Moto.
Rodrigo Ramos é natural de Minaçu (GO), tem 1m83cm. O goleiro jogou no Imperatriz, Moto Club e Sampaio Corrêa. Em todos os times maranhense que jogou foi campeão estadual. Pelo Tricolor, o jogador chegou a dois acessos nacionais, com duas finais de Brasileiro consecutivas. Em 2012, Ramos foi protagonista do título invicto da Série D pela Bolívia Querida.
Além de Rodrigo Ramos, a diretoria do MAC estaria negociando com o Moto o empréstimo do lateral-esquerdo Chico Bala, que trabalhou também com Ruy Scarpino. A estreia da equipe na Série D, será no dia 21 contra o Potiguar na cidade de Mossoró-RN.

BR-135 é interditada em dia de protesto em São Luís

  •  
Várias categorias profissionais aderem, hoje, à greve nacional.
Filas de veículos se formam na rodovia.

Filas de veículos se formam na rodovia. - Foto: Reprodução/TV Mirante
SÃO LUÍS – Manifestantes bloquearam a BR-135, no Km 2, na região da Vila Itamar, na madrugada desta sexta-feira (28). A entrada e saída da capital maranhense estão, totalmente, fechadas.
Logo no início da manhã, a movimentação de veículo por dentro bairro tinha aumentada porque muitos motoristas tentavam fugir do engarrafamento por meio dos atalhos. Mas filas de veículos já se formam na rodovia, e a viagem de quem tenta chegar ou sair de São Luís teve que ser interrompida.
Várias categorias profissionais aderem, hoje, à greve nacional contra as reformas da Previdência e trabalhista e a Lei da Terceirização. A manifestação está sendo organizadas pelas centrais sindicais, como Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), CSP Conlutas e Força Sindical.
Textos, fotos, artes e vídeos do Imirante.com estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação sem autorização do Imirante.com. O objetivo é proteger o investimento que o Imirante faz na qualidade de seu jornalismo. Para compartilhar esse conteúdo, por favor enviar um e-mail para: imirante@mirante.com.br
Textos, fotos, artes e vídeos do Imirante.com estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do site em qualquer meio de comunicação sem autorização do Imirante.com. O objetivo é proteger o investimento que o Imirante faz na qualidade de seu jornalismo. Para compartilhar esse conteúdo, por favor enviar um e-mail para: imirante@mirante.com.br

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Polícia realiza grande apreensão de maconha no Vale do Pindaré

Polícia Militar apreendeu cerca de 70 kg de maconha no município de Santa Luzia e três pessoas foram presas.

Polícia Militar realiza grande apreensão de maconha no Vale do Pindaré

Polícia Militar realiza grande apreensão de maconha no Vale do Pindaré
Uma grande apreensão de maconha foi realizada pela Polícia Militar no Vale do Pindaré, foi no município de Santa Luzia, a 294 km de São Luís. Três pessoas foram presas e cerca 70 kg de maconha foram apreendidos.
Segundo informações dos policiais militares, eles estavam realizando rondas de rotina quando suspeitaram de um veículo que passava pela a BR-222, situado próximo da cidade de Santa Luzia. Os policiais deram ordem de parada ao motorista que não obedeceu e ainda tentou fugir em alta velocidade.
A polícia saiu em perseguição e ao perceber que não iria escapar do cerco policial o homem decidiu se entregar. No interior do veículo foram encontrados 67 pacotes de maconha que pesam em torno de um quilo cada um.
Dentro do carro estavam Francisco Félix Bandeira, Lanjerson Viana da Silva e Claudiana Santos Cunha que acabaram presos. A droga, o veículo e os presos foram apresentados na Delegacia de Santa Luzia.
A Polícia Civil está investigando a origem e para onde o entorpecente estava sendo transportado.

SUS terá fila única para cirurgias eletivas

Os Estados e municípios de todo o país terão 40 dias para integrar informações.
A medida vai dar transparência e agilidade ao atendimento dos pacientes, que muitas vezes ficavam sujeitos à fila de um único hospital e deixava de concorrer a vagas em outras unidades da região.
A medida vai dar transparência e agilidade ao atendimento dos pacientes, que muitas vezes ficavam sujeitos à fila de um único hospital e deixava de concorrer a vagas em outras unidades da região. - Divulgação
BRASÍLIA - O Ministério da Saúde quer criar uma fila única para cirurgias eletivas em todos os Estados do país. Os gestores terão 40 dias para integrar suas informações aos dos municípios e enviar à pasta a quantidade de pacientes que aguardam pela realização dos procedimentos. A medida vai dar transparência e agilidade ao atendimento dos pacientes, que muitas vezes ficavam sujeitos à fila de um único hospital e deixava de concorrer a vagas em outras unidades da região. Além disso, ao saber a demanda nacional, o governo federal poderá alocar os recursos de forma mais eficiente e equânime.

“Hoje, o Estado tem uma fila, a prefeitura tem outra, o hospital tem sua fila, e isso não é possível nesse sistema. Quando a pessoa sai do ambulatório, ela precisa ser encaminhada para uma fila geral, e não para a fila do hospital. Precisamos mudar essa lógica para que possamos organizar o atendimento de forma justa. O acesso ao SUS é universal e todos têm direito igualmente”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

A unificação da fila para cirurgias eletivas é uma iniciativa do Ministério da Saúde em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS). A resolução que trata do assunto foi aprovada nesta quinta-feira (27) durante reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), em que gestores da União, dos estados e dos municípios pactuam políticas de saúde do país.

Ficou decidido ainda que a próxima etapa para unificação da fila é condicionar o repasse do Teto MAC dos estados e municípios ao envio das informações sobre a demanda por cirurgia eletiva. Na próxima reunião da CIT será definido o prazo para o bloqueio das verbas às gestões que não atenderem a essa solicitação.
O Ministério da Saúde também está estimulando a adesão de municípios e Estados ao Sistema Nacional de Regulação (SISREG), software disponibilizado às gestões locais e estaduais para regulação de procedimentos diversos, como exames, consultas e cirurgias eletivas. A plataforma viabiliza a unificação das filas por parte dos estados e dos municípios. Atualmente, 2.548 prefeituras e 14 gestões estaduais já utilizam o SISREG para gestão de sua demanda por cirurgias eletivas.

A demanda por cirurgias eletivas é elevada. As informações obtidas pelo SISREG já permitem traçar um panorama preliminar de um total de 800.559 cirurgias aguardando realização, sendo a maior demanda na especialidade de traumatologia e ortopedia (182.003), com significativa expressão também para as cirurgias gerais (161.219).

Cirurgias eletivas são procedimentos realizados por meio de marcação, ou seja, sem caráter de urgência e emergência, para todas as especialidades. Em 2016, foram registradas 1.905.306 cirurgias eletivas com recursos da Média e Alta Complexidade do Ministério da Saúde.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 97 milhões nesta quarta

sorteio 1.924 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 97 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta (25), em Franco da Rocha (SP). A premiação é a maior do ano.
De acordo com a Caixa Econômica Federal, com o valor integral do prêmio, o ganhador poderá comprar nove prédios comerciais três andares em um bairro de luxo em São Paulo. Se quiser investir na poupança, receberá mensalmente R$ 650 mil em rendimentos.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

MP de SP suspeita que Gegê do Mangue controle o tráfico de drogas no Paraguai

Promotor quer saber se número 3 do PCC participou de roubo de R$ 120 milhões a transportadora de valores no Paraguai. Condenado por assassinato, criminoso é um dos mais procurados da polícia.

Gegê do Mangue é um dos mais procurados no site da Polícia Civil de São Paulo (Foto: Reprodução/Polícia Civil de São Paulo)

   Gegê do Mangue é um dos mais procurados no site da Polícia Civil de São Paulo (Foto: Reprodução/Polícia Civil de São Paulo)
O Ministério Público (MP) de São Paulo suspeita que Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, considerado o número 3 do Primeiro Comando da Capital (PCC), esteja controlando o tráfico de drogas no Paraguai.
“A última informação recebida pela Polícia Federal (PF) é da suspeita de que Gegê esteja no Paraguai desde que ele fugiu”, disse nesta terça-feira (25) o promotor Rogério Leão Zagallo ao G1. “O PCC está abrindo seus tentáculos para países da América Latina e ele teria ido para lá controlar o tráfico de drogas para a facção”.
Na segunda-feira (24), criminosos armados invadiram a Prosegur, transportadora de valores em Ciudad del Este, no Paraguai, perto da fronteira com o Brasil. Lá, roubaram cerca de R$ 120 milhões. Na perseguição, um policial paraguaio foi morto e três suspeitos do crime morreram em troca de tiros.
De acordo com o jornal ABC Color, o Ministério do Interior paraguaio informou que há indícios de que o roubo tenha sido cometido por criminosos brasileiros do PCC, que surgiu em São Paulo. Até a publicação desta matéria, ao menos 14 suspeitos do mega-assalto foram presos, segundo a PF.
Zagallo afirmou que ainda não tem confirmação se Gegê participou do roubo no Paraguai. “Até porque ele mexe mais com tráfico de drogas. Assalto não era muito a dele”, disse o promotor. “Mas tenho interesse em saber se ele teria algum envolvimento com o crime”.
Tráfico de drogas e assaltos são alguns dos crimes praticados pelo PCC para obter dinheiro para a facção que age dentro e fora dos presídios paulistas.
Maior assalto da história do Paraguai já tem 8 suspeitos presos no Paraná
De acordo com o Bom Dia Brasil, um dos suspeitos identificados de ser mentor do mega-assalto no Paraguai é Luciano Castro de Oliveira, o Zequinha. Ele foi condenado a mais de 50 anos de prisão e é foragido da Justiça. Considerado o número um da lista dos criminosos mais procurados do site da Polícia Civil de São Paulo, ele é investigado por participar de outros roubos a transportadores no estado.
Gegê, de 40 anos, aparece na segunda posição dessa lista de procurados. Ele havia sido condenado à revelia, em 3 de abril, a 47 anos, 7 meses e 15 dias de prisão pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e formação de quadrilha armada. Foi acusado de ordenar de dentro da cadeia a execução de dois criminosos desafetos da facção.
Solto em 1º de fevereiro por decisão judicial para que respondesse ao processo pelos assassinatos em liberdade, Gegê faltou aos dois julgamentos do caso. Quando não compareceu ao primeiro júri popular, em 20 de fevereiro, a Justiça decretou a prisão preventiva dele.
A Promotoria informou que também pediu a PF a inclusão do nome dele na relação dos criminosos foragidos que estão na Interpol. “Pedi para incluir o Gegê também na difusão vermelha da Interpol”, falou Zagallo.